POLÍCIA DO SENADO TREINA BRIGADISTAS VOLUNTÁRIOS

Treinamento para brigadistas voluntários teve início nesta terça-feira (25)

Paulo Zarranz: “Somando os 25 alunos da TV, já temos 154 servidores formados pelo SEPREV em 2014.”

Na manhã desta terça-feira, 25 funcionários da TV Senado participaram da primeira aula teórica do curso para brigadistas voluntários.

A ação é uma iniciativa do Serviço de Prevenção de Acidentes e Incêndio (SEPREV) e da Polícia do Senado, em parceria com o ILB.

De acordo com o servidor Paulo Ricardo Zarranz Bueno, chefe de serviço da SEPREV, a carga horária do curso é de dez horas, divididas em duas aulas teóricas, que acontecem no ILB, e uma prática, que acontecerá na sexta-feira (28), no Setran (Serviço de Transportes). Segunda-feira (1º) haverá um exercício de evacuação, simulando um real incêndio, na TV Senado.

- O objetivo do curso é capacitar pessoas para, no caso de um eventual incêndio, saberem como agir e orientar seus colegas. É importante que as pessoas saibam o que fazer no caso de um sinistro. Muitas vidas podem ser salvas apenas com ensinamentos básicos sobre os tipos de incêndio, de como combatê-lo e de como se comportar diante da situação- explica.

Inicialmente, o curso está sendo ministrado em áreas de interesse da Casa. Segundo o engenheiro do trabalho Roberto Ulisses, responsável técnico pela Brigada de Incêndio do Senado, a intenção é expandir o treinamento para outros setores que ofereçam espaços de risco.

- Foi realizada uma vistoria técnica na TV Senado e nós sugerimos o treinamento à direção. O nosso objetivo é capacitar brigadistas voluntários em variados setores da Casa, para que possamos diminuir perdas que possam ocorrer decorrente de incêndios, ou algum outro tipo de acidente.

 

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _

POLÍCIA LEGISLATIVA MOSTRA SUA FACE SOCIAL

Polícia Legislativa mostra sua face social e busca recursos entre os membros para ajudar creches dos locais mais carentes do Distrito Federal

Voluntariado e participação importante da Polícia Legislativa na área social

No dia 07/11/2014 membros da Polícia Legislativa fizeram uma visita à creche para conhecer o trabalho realizado de perto, ver as crianças educandas e trazer uma contribuição arrecada entre vários colegas da SPOL para ajudar nos gastos mais urgentes do abrigo. A experiência foi muito gratificante nas palavras dos colegas, que pretendem retornar e adotar a creche como protegida da PSF (Polícia do senado Federal), APCN (Associação das Polícias do Congresso Nacional) e PCD (Polícia da Câmara dos Deputados).

Nas palavras do Policial Legislativo do Senado Jonas Junio Linhares Costa Monteiro: “É Simplesmente indescritível ver o trabalho que essa grande heroína senhora Maria José faz para ajudar 50 crianças necessitadas, sem nenhum recurso público, vivendo de parcas doações.. realmente é mais que nosso dever ajudar esses heróis anônimos (Maria Jose, o marido João Carlos vigilante, e a filha Simone) a bravamente cuidarem de todas essas crianças.. como poderíamos ficar tranqüilos e satisfeitos sabendo que outros tão perto de nós vivem com tão pouco? Vamos fazer a diferença! é muito gratificante parar para um dar um pouco do nosso tempo e esforço para ajudar esses pequeninos.. se temos uma vida com boas condições é mais do que nosso dever preocuparmos com aqueles que não tem o básico.. obrigado a todos os colegas que ajudaram e que irão nos ajudar novamente nas próximas doações!”

Também salientou o Policial Legislativo Flávio Nunes Ferreira: “obrigado a todos os colegas que ajudaram com sua contribuição nesse pequeno esforço coletivo, espero que a gente se conscientize e passe a se mobilizar permanentemente nessa causa!”.

A instituição também precisa de melhorias estruturais para oferecer mais conforto para as crianças. A casa conta com apenas uma sala de televisão, usada também como refeitório; dois quartos apertados para a hora do descanso, com colchonetes finos; dois banheiros, uma cozinha e um parquinho, cujos brinquedos estão enferrujados.

Durante o ano inteiro, Maria José enfrenta dificuldades. As coisas só melhoram um pouco em dezembro. “As pessoas lembram-se de fazer doações nessa época. Parece que as crianças comem só no Natal. Mas teve um aniversário de Jesus que marcou muito, em 2008: tive que mandar os meninos para casa porque não tinha comida para fazer uma festa. E o pior é saber que em casa eles também não vão ter ceia.”

Clima familiar

O nome da instituição é uma homenagem de Maria José aos quatro netos: Bruno, João Victor, Alexandre Júnior e Laura Beatriz. Esta última ganhou o nome da bisavó, a mãe de Maria José.

Participe

Qualquer doação é bem-vinda, de comida a material de limpeza.
Contato: QN 15 B, Conjunto 1, Casa 21, Riacho Fundo II.
Telefone: 3434-7034.
Agência: 1556
Conta Corrente: 227298-3
Banco: Caixa Econômica Federal (104)
Titular: João Carlos

 

_ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _ _


© Copyright 2008 Associação da Polícia do Congresso Nacional - APCN | Melhor visualizado em resolução de 1024px X 768px | Desenvolvido por HA-Hudson Araujo
Validated by HTML Validator